O Tao e o surf.

“Se não podes mudar o teu destino, muda a tua atitude!” (Amy Tan)

O Tao é o caminho que leva á felicidade, e o surf também pode ser encarado como um caminho que leva é “felicidade”. Uma das razões que leva o surfista a querer estar muito cedo de manhã no mar, é para provar a sua dedicação aos “deuses”, essas divindades volúveis que o podem recompensar com umas magnificas ondas para surfar. È muito fácil o surfista pensar em si mesmo como invulnerável á natureza. A tecnologia actual faz-nos sentir superiores ao mundo do vento, das ondas, da chuva, da neve, etc. Isto é uma ilusão, que é mostrada ao surfista sempre que ele põe a prancha na água. Há um poder na natureza, e nas ondas que deve inspirar temor e respeito. Uma onda com o tamanho suficiente para surfar, também tem tamanho suficiente para te espetar com a cabeça na areia, o tempo suficiente para deixares de respirar, e ires desta para melhor. Lá por estares na crista da onda, e aparentemente a dominares, não penses que controlas este mundo. Isso é outra ilusão. Talvez a lição mais importante que podes tirar do surf e aplicar na vida é estar lá. Assim como não podes amaldiçoar o mar por não enviar mais ondas, o surf também te ensina que o mundo funciona no seu próprio ritmo, não no teu. Por vezes, no surf, e na vida, temos demasiadas opções, e não opções a menos. Boas ondas.

image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s