Prozac, ou pro surf?

“Três quartos das loucuras não passam de tolice.” (Nicolas Chamfort)

SENTES que estás a ficar maluco? Ou que é o mundo que está a ficar louco? Parece que nada faz sentido, e tudo aquilo que te ensinaram não encaixa em lado nenhum? Os cursos superiores não valem nada, oportunidades de trabalho não existem, e ainda por cima, as gajas, em vez de te ajudarem, ou lançarem-se aos teus pés, são tuas concorrentes, no trabalho, e no mar. Foda-se, que não há cu que aguente, pensas tu. Parabéns, bem vindo á Loucolandia, e não te preocupes, porque praticamente está toda a gente como tu, ou pior. Para tua informação, não há praticamente ninguém, mentalmente saudável neste mundo de loucos. Não acreditas? Então eu explico-te. Ficas a saber que há pelo menos 297 transtornos mentais. Isto, segundo a Bíblia da profissão psiquiátrica, que dá pela sigla DSM e que em português quer dizer qualquer coisa como Manual de Diagnostico e Estatístico de Transtornos Mentais. Até agora, houve quatro edições, a quinta está prevista para a primavera de 2013, e é provável que acrescente mais umas “loucuras” á longa lista já existente. As edições deste manual da “maluqueira” são revistas pela Associação Americana de Psiquiatria, e enumera, e define cada desordem, certificando-a oficialmente como transtorno mental. Não respires de alivio por isto ser feito pelos malucos dos americanos, porque, mais tarde ou mais cedo, essas certificações, ou classificações, também serão adoptadas cá. O facto de esta “Bíblia” ser usada pelos psiquiatras que trabalham para as companhias de seguros deveria deixar-te ainda mais arrepiado. Outra coisa que te deveria deixar preocupado, a ti, e a quem tenha dois dedos de testa, é que lendo as descrições destes distúrbios, vê-se logo, que eles são apenas menus de comportamento. Muitos deles são baseados em nada, outros são puras invenções. Então não existem doenças mentais? Perguntas tu, e perguntas muito bem. infelizmente existem, só que não são tantas como se argumenta, e nem tudo o que é comportamento bizarro é doença mental. Um dos craques da psiquiatria americana, o Dr. Allen Frances, afirmou que “Não há definição de um transtorno mental. Isso é asneira. Quer dizer, é praticamente impossível de definir.” Isto é praticamente a mesma coisa que o Papa afirmar que não há Deus. Por tudo isto, está descansado, que essa tua mania de usares lingerie sexy no segredo do teu quarto, ou comeres a comida do teu cão, ou te masturbares enquanto pensas na Madre Teresa de Calcutá, não tem nada a ver com maluqueira, e se o teu psiquiatra discordar, e te receitar Prozac, manda-o bugiar e adopta o pro surf. É mais barato, e mais saudável. Boas ondas.

 

image

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s