Surf geriátrico.

“A velhice é uma tirania que proíbe, sob pena de morte, todos os prazeres da juventude.”
(François La Rochefoucauld)

O João Teodoro, um cota, já avô, e com os seus 66 anos idade, resolveu experimentar o surf. Estava farto de aturar os médicos. Já tinha tido sete ou oito prognósticos, e cada um pior do que o outro. Para já não falar do oftalmologista, porque o João era cego como um morcego, e há mais de 50 anos que garantia, que o N para o qual o médico apontava era um M. Na prática só lhe faltava ir a um ginecologista. As consultas eram mais ou menos assim:
– Ó sr. João, o seu fígado está uma desgraça, mais algum tempo e entra em falência, quase como o raio do país!
– Ò sr. João, a qualquer momento o seu coração pode entrar em colapso. E olhe que ele não avisa, é mesmo em qualquer momento, e quando menos se espera!
– Ó homem, olhe-me para esta próstata, olhe-me só para isto!
– Esses joelhos estão uma desgraça, suspeito que a artrite reumática já atacou, e em força!
– Mas que tensão é esta? Isto está com um pique que parece o Evereste.
– O seu psiquiatra ainda não o mandou internar?
Esta ultima pergunta surgiu quando o João disse ao médico que tencionava experimentar o surf.
– Mas surf, ó sr. João? Não pode ser natação, ou hidroginástica?
– Ò Dr., hidroginástica? Isso não é aquela merda onde o pessoal aparece de cadeira de rodas, e com um enfermeiro ao lado, para limpar a baba? Se o Mário Soares ainda anda por aí a mandar umas postas de pescada, e o Cavaco, que é mais velho do que eu, até é presidente da republica, porque raio é que eu não posso fazer surf?
– Mas que raio de preconceito sr. João, a hidroginastica é a melhor maneira de o senhor se exercitar.
– Não senhor, tem que ser surf.
– Qual surf, sr. João? Se o senhor conseguisse pegar na prancha já era uma sorte.
Mas o João Teodoro insistiu, e tanto insistiu, que se inscreveu numa escola de surf. Na primeira aula, e depois de fazer os exercícios de aquecimento habituais, entrou na água com a prancha, e com o resto da turma, que era constituída só por jovens. Quando virou a primeira vez, e já pensava que se ia afogar calamitosamente, sem honra, nem glória, ouviu os putos gritarem “Dá-lhe João!!! Força John!!! E até um, “Vamos embora Joãozinho!!!
E o João foi. Lá conseguiu completar a primeira aula, sem se conseguir por em cima da prancha, mas também sem se afogar. Nesse mesmo dia, pintou o pouco cabelo que lhe restava de loiro, fez uma tatuagem e colocou um brinco na orelha. Foda-se! Ainda dizem que o surf não faz milagres! Meninos e meninas, juventude deste mundo, tremei! Chegou o Teodoro.
Boas ondas.

_DSC0236-001

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s