Já morri, e ninguém me avisou!

“Se pudesse viver novamente, na próxima vida tentaria cometer mais erros. ”
(Jorge Luis Borges)

ALGUNS leitores do blogue, reclamam que ele (o dito blogue), é muito mal educado, é só palavrões e asneiras. Embora tenha algumas ideias interessantes (mas poucochinhas), no geral é muito escatológico. Quero esclarecer esses leitores em dois pontos, primeiro que sou contras os palavrões usados aleatoriamente, uma caralhada deve ser usada no momento exacto, ora foda-se. Segundo, descobri que já morri e ninguém me avisou, e descobri isso quando estava a ler a “Estrada Real” do André Malraux em que ele diz: “- A verdadeira morte, é a decadência. É tão mais grave, envelhecer ! Aceitarmos o nosso destino, a nossa função, a casota de cão erguida na nossa vida única… Não se sabe o que é a morte quando se é novo…”. Ora, já não sou novo, estou a envelhecer, já aceitei o meu destino e não tenho uma casota de cão na minha vida, mas tenho cinco cães que me dão água pela barba. Assim, mais decadente do que isto não posso estar, por isso, devo estar mais do que morto. Só não estou é enterrado. Perante isto, digo os disparates que me derem na real gana, os surfistas que não gostarem, tem sempre a opção de lerem o blogue daquela loira bimba, e apresentadora da TVI, que deve ser muito mais interessante do que este. Boas ondas.

image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s