Hora da Morte.

“Não se aproxime de uma cabra pela frente, de um cavalo por trás ou de um idiota por qualquer dos lados” ( Provérbio judeu)

O Moisés Pechincha tinha ido ao bar do Alfredo tomar uma bebida, coisa rara porque o velho detestava gastar dinheiro, e não era grande apreciador de surfistas. Mas, como um possível cliente tinha combinado um encontro no bar para fechar um negocio, ele não teve a lata de fazer sala sem beber nada. Sentou-se ao balcão, pediu um vodka, e esperou, esperou, mas o putativo cliente não apareceu. Às tantas sacou do seu velho relógio de bolso, verificou as horas e decidiu por-se a andar. Um cliente que estava ao lado olhou para o relógio e comentou:
– Isso parece um Roskopf!
– Parece, e é! Respondeu o Pechincha… – é uma velha herança de família… boas tardes meus senhores!
Depois do velhote sair, o Alfredo virou-se para o cliente que tinha feito a observação e disse-lhe:
– A história não é bem assim, aquilo não foi propriamente herdado…
– Então?
– Quando o pai do Pechincha, o judeu mais forreta da história estava prestes a morrer, chamou o filho, este ajoelhou-se junto á cama e ouviu o velhote dizer com muito custo:
– Filho… Este relógio…Foi do teu bisavô… E depois foi do teu avô… E depois foi meu… Agora… Chegou a tua vez… Queres comprá-lo?
Boas ondas.

 

 

image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s