Psiquiatria gourmet.

“Há pessoas que ao invés de serem avaliadas por psiquiatras deveriam se analisadas por astrónomos, pois imaginam ser o centro do universo.” (Dirceu)

O Dr. Pardal estava sentado ao balcão do bar do Alfredo já bastante entornado, e quando isso acontecia, tanto era capaz de dizer as maiores genealidades, como a maior das barbaridades, precisamente por isso, os clientes habituais (principalmente os surfistas) costumavam meter-se com ele para ver o que dali saía. O Pompeu, esse então, não perdia uma oportunidade:
– Ó Doutor, ouvi dizer que o senhor é muito bom, mas que é careiro como o raio…
– Meu caro senhor, eu sou o melhor psiquiatra do país e arredores e, por isso mesmo, também o mais caro.
– Caro quanto? Era capaz de me dar uma consulta aqui mesmo?
– Porque não? A minha consulta custa duzentos euros e, por essa quantia, pode fazer-me duas perguntas.
– Duzentos euros e só duas perguntas? O senhor não acha que é um bocado caro doutor? Pergunta o Pompeu.
– Talvez… talvez seja… Qual é a segunda pergunta?
Boas ondas.

image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s