Mijar de alto.

“Mijar no chão é fácil, cagar no tecto, só o super homem”. (Zé Bodes)

No bar do Alfredo, o Zé Bodes contava algumas histórias da sua vida de nadador salvador para uma plateia de surfistas:
– Ò malta, vocês nem imaginam as maluqueiras de que as pessoas são capazes, aconteceu-me cada uma que nem dá para acreditar. Já vos contei aquela cena da piscina?
-Não…
– Bom, eu estava a cobrir a folga de um colega na piscina municipal, quando tive que “puxar as orelhas” a um utente mais descarado. Cheguei á beira dele e ordenei-lhe que fizesse o favor de se vestir, e nunca mais colocasse os pés naquela piscina.
– Porquê?
– Ora porquê? Porque tinha mijado na piscina, e eu tinha visto…
– E depois? Ó Zé, foste expulsar o homem porquê? Toda a gente faz a mesma coisa…
– Da prancha dos dez metros?
Boas ondas.

Piscina

Piscina (Photo credit: jfmelero)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s