Há Limites para Tudo.

“Devemos aprender a viver juntos como irmãos ou perecer juntos como tolos. ”
(Martin Luther King)

O Zé Bodes que tinha partido os dois braços, e estava com eles engessados, e imobilizados, ao nível dos ombros, e parecia até, que estava a conduzir permanentemente uma Harley Davidson, entrou no bar do Alfredo chegou ao balcão e pediu:
— Ò Alfredo, serve aí uma cerveja.
— Perfeitamente — disse o Alfredo e encheu um copo de cerveja ao Bodes.
— Desculpa lá – disse o Bodes – mas não consigo usar os dois braços. Não te importas de segurar o copo para eu poder beber?
– Não há problema – disse o Alfredo e segurou o copo na posição correcta.
– Ò Alfredo, não te importas de usar um guardanapo para limpar a espuma que tenho nos lábios?
– O Alfredo fez-lhe a vontade.
– Não te importas de tirar o dinheiro do meu bolso esquerdo das calças para pagar a cerveja?
– O Alfredo tirou o dinheiro, registou na caixa e colocou o troco no bolso das calças do Bode, que a seguir desabafou:
– È pá, isto de estar imobilizado é uma merda, fico sempre enrascado por ter de pedir ás pessoas para fazerem as coisas por mim. Por falar nisso, vou á casa de banho…
– Está avariada !!! – berrou o Alfredo.

 

image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s