O vicio é como o algodão, não engana.

“Os vícios vêm como passageiros, visitam-nos como hóspedes e ficam como amos.” (Confúcio)

O Professor Salamandra estava a beber o seu absinto no bar do Alfredo quando entrou o Pompeu, que se sentou ao seu lado, e pediu um whisky, a seguir virou-se para o professor e perguntou-lhe:
– Ó Prof… como é que faz para praticar a arte da adivinhação?
– Ó filho, é muito simples, aprendi á muito tempo que nem sempre se pode confiar nas pessoas, mas pode-se sempre confiar nos seus vícios!
Boas ondas.

 

image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s